Causa do efeito estufa é humana, admite cientista famoso pelo ceticismo ao tema



Causa do aquecimento global

Destacado pelo seu ceticismo à ideia das causas humanas serem responsáveis pelas mudanças climáticas, o cientista norte-americano Richard Muller mudou sua postura e disse segunda-feira que agora acredita que os gases estufa são sim responsáveis ​​pelo aquecimento global. 
 
"Eu não esperava isso, mas, como cientista, acho que é meu dever permitir que as evidências mudem a minha opinião", disse Muller, professor de física da Universidade da Califórnia em Berkeley, em um comunicado.

Muller integra uma equipe de cientistas de Berkeley que estuda como as mudanças na temperatura podem estar relacionadas à atividade humana ou por fenômenos naturais como as atividades solar e vulcânica.

A temperatura média da superfície da Terra aumentou 1,5 graus Celsius nos últimos 250 anos, e "a explicação mais simples desse aquecimento são as emissões humanas de gases do efeito estufa", afirmou a equipe em um relatório publicado online segunda-feira.

A análise remonta 100 anos a mais do que a pesquisa anterior previu e ocupa uma posição ainda mais forte do que o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática da ONU, que em 2007 disse que "a maioria" de aquecimento nos últimos 50 anos é atribuível à atividade humana e que o aumento da atividade solar antes de 1956 pode ter contribuído, em parte, ao aquecimento global.

O estudo da equipe de Berkeley diz que "a contribuição da atividade solar para o aquecimento global é insignificante" e esclareceu que a conclusão não se baseia em modelos climáticos, os quais, segundo os críticos, podem conter erros.

Em vez disso, se baseia "simplesmente na concordância entre a forma observada da subida de temperatura e o aumento de gases de efeito estufa conhecidos."

De acordo com este grupo de especialistas, a investigação futura irá considerar a temperatura dos oceanos, não incluído no recente relatório.

Neste fim de semana, em um artigo de opinião no The New York Times, Muller se definiu como "um cético convertido" e explicou como deixou de ser um cientista que questionou a "existência do aquecimento global" para um que apoia a maioria da comunidade científica e acredita que o aquecimento global é "real".

"Agora vou um passo adiante: os seres humanos são quase totalmente a causa."

A equipe de Berkeley incluiu o prêmio Nobel Saul Perlmutter e a climatologista Judith Curry do Georgia Institute of Technology (sudeste).

Extraído de[Univision]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitantes e amigos pelo mundo