Fórum da Água sugere fundo que beneficie países pobres e ricos

Benedito Braga, presidente do comitê do 6º Fórum Mundial da Água

De: DW Brasil

Recursos doados pelas economias ricas seriam usados por empresas desses países para melhorar a infraestrutura nas nações pobres, explica o brasileiro Benedito Braga, presidente do comitê do 6º Fórum Mundial da Água. 

Entre os dias 12 e 17 de março, delegações de 180 países se reunirão em Marselha, na França, no maior evento mundial sobre a água, para discutir a situação da preservação hídrica no planeta. "Queremos buscar soluções para os problemas", ressalta o brasileiro Benedito Braga, presidente do Comitê Internacional do 6º Fórum Mundial da Água, do qual devem participar mais de 20 mil pessoas.

Em entrevista à DW Brasil, Braga explicou que uma grande preocupação são os quase dois bilhões de habitantes do planeta – quase um terço do total – ainda sem acesso a saneamento básico. Uma possível solução para ampliar esse acesso, especialmente em países mais pobres, seria a criação de um fundo com recursos oriundos dos países ricos, que atualmente enfrentam uma grave crise econômica.


Esses recursos não seriam simplesmente doados, como há anos vem sendo feito, mas repassados a empresas europeias, norte-americanas e japonesas para a construção da infraestrutura necessária. "Com isso você teria uma situação em que todos saem ganhando'", avalia Braga, ressaltando que esta ideia será debatida pela primeira vez. "A indústria do país doador vai se beneficiar, pois vai poder usar esses recursos. E também os países pobres vão se beneficiar, pois vão receber a infraestrutura", diz.

Leia matéria na íntegra em DW Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitantes e amigos pelo mundo